Atletismo | Agência Brasil | 17/01/2021 11h11

Atleta de Burkina Faso bate recorde mundial do salto triplo

Compartilhe:

Sem nenhuma medalha olímpica conquistada em nove participações, Burkina Faso entrou para a história do atletismo mundial neste sábado (16). Em uma prova indoor (pista coberta) disputada em Aubiere, na França, Hugues Fabrice Zango quebrou o recorde mundial do salto triplo. Ele alcançou a marca de 18,07 m e tornou-se o primeiro atleta a passar dos 18 metros nesta prova.

Não foi, contudo, um resultado necessariamente surpreendente. Zango já havia mostrado o seu cartão de visitas no Campeonato Mundial de 2019, em Doha (Qatar). Na ocasião, ele terminou com a medalha de bronze, a única da história de Burkina Faso na competição, quando saltou 17,66 m.

O mais curioso é que Hugues Fabrice Zango, de 27 anos, superou o recorde mundial que pertencia a seu próprio treinador. O francês Teddy Tamgho, em março de 2011, havia saltado 17,92 m.

Na prova deste sábado, Zango chegou a queimar a primeira tentativa. Na sequência, acertou um salto de 17,33 m. Foi evoluindo na prova, com 17,61 m, 17,70 m para chegar ao salto do recorde mundial.

“Grande campeão. Zango segura a bandeira de Burkina Faso bem alto, nos enchendo de orgulho. Peço a ele que continue se preparando para uma atuação brilhante nos próximos Jogos Olímpicos de Tóquio”, disse o presidente do país, Roch Marc Kabore.

Até 2018, Hugues Zango se dividia entre as provas de salto triplo com competições de velocidade, como 100 e 200 metros, além do salto em distância, mas sem resultados significativos.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS