Bate-Bola | Pedro Nogueira/Da Redação | 17/05/2012 11h42

Bate-Bola: Letícia Verão

Compartilhe:

Letícia Verão

Letícia da Costa Verão completará dezesseis anos dia três de julho. A atleta tem como especialidade o salto em distância e os 100 metros com barreira. Mesmo nova já respira as dificuldades no esporte. Porém, dedicada e com fé, ela segue em frente.

Esporte Ágil - Como você entrou no esporte?

Letícia Verão - Entrei no atletismo aos treze anos por saúde. Queria emagrecer e resolvi treinar no Poliesportivo da Vila Nasser. Com o tempo fui me interessando e percebendo que eu era rápida e fui para as competições. De cara ganhei a primeira, em um festival, nos 75 metros rasos.

EA - E a primeira competição oficial, como foi?

LV - A primeira competição oficial foi os Jogos Escolares de Campo Grande, que fiquei em terceira, corria pelo São Francisco.

EA - Das corridas rasas você foi parar nos 100 metros com barreira e no salto à distância. Quando?

LV - Eu já corri 100 metros, 200 metros, 300 metros, 400 metros. Mas sempre gostei de salto. No começo meu professor [Valdir de Jesus] não achava que eu tinha potencial para o salto em distância. Mas depois ele percebeu e me deu confiança para eu saltar.

Os 100 metros com barreira eu sempre treinei e aí como tem poucas meninas na cidade que competem nessa modalidade, entrei com facilidade. Classifiquei-me para os JEMS (Jogos Escolares de Mato Grosso do Sul) sem precisar competir os JECG (Jogos Escolares de Campo Grande) porque só tinha eu de inscrita.

EA - Quais são suas conquistas até agora?

LV - Em 2010 no Troféu Tiradentes em Aquidauana fui ouro no revezamento, nos 75 metros rasos e no salto em distância. Ano passado ganhei todas as provas de revezamento nos JOERES (Jogos Escolares da Rede de Ensino) e fiquei em terceiro lugar no salto em distância nos JECG. Este ano fiquei em segundo lugar no salto em distância nos JECG.

EA - E quais são as metas para este ano?

LV - Treinar muito e vencer os JEMS, ir para o Brasileiro Escolar, representar bem o Estado e conseguir chegar à marca de 5 metros no salto.

EA - Como é sua rotina, para conciliar estudos e treinos?

LV - Treino três vezes por semana de manhã, faço curso de auxiliar administrativa à tarde e estudo à noite. Estou pensando em mudar para uma escola que tenha aulas de manhã, pois o treino à noite é melhor, mais puxado, eu renderia mais. 

Fica pesado o treino, curso e aula. Queria poder só treinar. Se o atletismo aqui em Campo Grande me desse um futuro certo, eu não precisaria fazer o curso. Parece que aqui está muito longe de ter futuro, não tem incentivo. É o que eu gosto, mas não posso apostar em algo que tem futuro incerto.

EA - Se convidada, você mudaria de cidade/estado para competir?

LV - Eu iria sem pensar duas vezes competir fora por outro estado se me chamassem. Se eu visse oportunidade de crescer iria numa boa. Queria representar minha cidade, meu estado, mas uma chance dessas, sabendo das condições aqui, não jogaria fora.

EA - E o seu interesse pelo esporte surgiu quando?

LV - Sempre gostei de esporte, desde criancinha. Jogava futebol aos doze anos, mas naquela época não tinha campeonato e resolvi sair do futebol e ir para o atletismo. Hoje melhorou muito. Gosto muito, se tivesse oportunidade jogaria também.

EA - Entre salto em distância e 100 metros com barreira qual você prefere?

LV - Gosto mais de salto, é onde vou melhor. Aqui em Campo Grande a disputa fica entre mim e a Adrieli Rodrigues. Nós treinamos juntas e ela é minha melhor amiga de treino.

EA - E como vocês conciliam a amizade com a "concorrência"?

LV - A gente nem pensa nisso, não fico chateada de perder para ela, fico feliz porque ela merece. Mas também não gosto de perder. Agora, torcer contra ela nunca.

EA - Que recado você deixa para as meninas que estão começando no atletismo ou no esporte?

LV - Se esforce bastante. Para ter futuro tem que dar o máximo de si. Procure patrocinadores, eu mesma não tenho e estou atrás, isso faz uma diferença imensa. É preciso ter professores que acreditem na sua capacidade, que acreditem que você pode e que vai conseguir chegar aonde quer. E tem que ter fé, ter Deus. É por causa Dele que eu sei que vou conseguir chegar onde eu quero um dia, por isso não desisti até hoje.

O telefone para contato de Letícia é 9159-6406

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS